Empresa exige destruição de todas as PS3

Por | 3 de Agosto de 2007

A Parallel Processing Corporation (PPC) processou a Sony e exige a apreensão e destruição de todas as PlayStation 3, alegando que o poderoso processador da consola, o Cell, infringe uma patente sua, a patente em causa, denominada “processamento paralelo sincronizado com memória partilhada”, foi concedida à PPC pelas autoridades norte-americanas em Outubro de 1991 e refere-se a uma tecnologia que permite dividir um programa em várias tarefas individuais e executá-las paralelamente em processadores separados, acelerando assim a sua execução.

Para além da destruição de todos os chips infractores, a PPC quer também uma indemnização, por causa dos “danos e prejuízos irreparáveis” que a Sony lhe terá causado.

Fonte: aeiou

Na Aldeia mais digital de Portugal – Beijós

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *