Deus processado por senador norte americano

Por | 25 de Setembro de 2007

Ernie Chambers, senador do Nebraska, quer processar Deus por considerar que Ele «fez e continua a fazer ameaças terroristas que causam grandes danos a inúmeras pessoas», para o senador norte-americano as “ameças terroristas” são a «morte generalizada, destruição e aterrorização de milhões e milhões de habitantes do planeta Terra, cheias assustadoras, ciclones horrendos, tornados aterradores, pragas pestilentas, fomes ferozes, secas devastadoras, guerras genocidas, defeitos congénitos, e afins».

Apesar de parecer um acto de loucura, esta acção judicial é uma forma de protesto contra os processos fúteis em geral e contra um em particular. Durante o julgamento de Tory Bowen, alegadamente vítima de abusos sexuais, o juiz não permitiu a utilização de palavras como “violação” e “vítima”. Bowen processou o juiz, embora, entretanto, um tribunal já tenha questionado se o caso terá “quaisquer bases legais”.
Mas como se convoca Deus para depor em tribunal? A resposta é simples. Não é necessário, já que Ele é omnipresente (está em todo o lado), pode ler-se no processo. Entrar em contacto com Deus também não é difícil, pois Ele é omnisciente (sabe tudo).

Chambers pediu ao tribunal um julgamento sumário ou uma injunção contra Deus, que o impeça de praticar os actos descritos na acção.

One thought on “Deus processado por senador norte americano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *