Moradas de IP podem esgotar até 2010

Por | 4 de Novembro de 2007
A Internet poderá ficar sem moradas de IP disponíveis já daqui a três anos. O alerta é lançado por um dos investigadores pioneiros da rede, Vint Cerf.

O actual protocolo tem capacidade para quatro mil milhões de moradas, mas o cada vez maior número de aparelhos com ligação à Internet leva a que se esgotem mais rapidamente.

Agora, é preciso que as operadoras se centrem com certa urgência na implementação de uma nova geração de moradas de Internet para equipamentos. Segundo Vint Cerf, corre-se o risco de alguns aparelhos não poderem ser ligados à Rede mundial.

O investigador relembrou que há já dez anos existe uma nova versão, chamada IPv6, mas ainda não foi implementada pelas operadoras. A razão “pela qual ainda não o fizeram – que é compreensível – é o facto de os clientes ainda não a terem pedido”, sublinha.
Ainda que esta solução seja adoptada, há outro problema que se levanta. É que os dois protocolos não são compatíveis, o que deverá obrigar as operadoras a suportar ambos simultanemente, com consequências prováveis no aumento dos custos.

“Se secarmos a fonte do IPv4 não quer dizer que a Internet deixe de trabalhar. Mas quem queira uma morada em IPv4 não vai tê-la”, afirma, acrescentando: “se tivermos uma Internet que não suporte IPv6, não ter uma morada em IPv4 significa que não vamos ter Net”, alerta.

Fonte: Ciberia/aeiou

Arquivado em: Web

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *