Sony reembolsa consumidores por danos de software anti-pirata

Por | 1 de Fevereiro de 2007
A Sony Music aceitou reembolsar os consumidores até 115 dólares, devido a danos causados nos seus computadores por CDs com software anti-pirataria, anunciaram esta terça-feira entidades reguladoras norte-americanas.
De acordo com a Comissão de Comércio Federal, a Sony instalou software anti-pirataria nos CDs de música distribuídos, limitando a sua reprodução aos aparelhos fabricados pela Sony e pela Microsoft.

A empresa também restringiu o número de cópias que poderiam ser feitas e, através do programa instalado, procedeu à monotorização dos hábitos musicais dos consumidores para o envio de mensagens promocionais.
A Comissão de Comércio Federal afirmou que este software «expôs os consumidores a consideráveis riscos de segurança, para além de ser de difícil desinstalação». O acordo requer que a Sony permita aos consumidores a troca, até final de Junho, dos CDs comprados antes de 31 de Dezembro de 2006, e os reembolse em até 150 dólares para reparação dos danos causados nos seus computadores pela remoção do software.

A Sony deverá, ainda, divulgar claramente as limitações, pelos consumidores, no uso dos CDs de música que comercializa, barrar a informação para fins promocionais, para além de ver proibida a instalação de software sem o consentimento do consumidor.
Durante dois anos, a Sony também deve providenciar ferramentas de desinstalação e correcções, no sentido de reparar a vulnerabilidade dos computadores, em termos de segurança, medidas que deverão constar no seu site na Internet.

Em 2005, a Sony distribuiu mais de 12 milhões de CDs, de 52 títulos, cada um carregado com um de dois programas intrusos de protecção anti-pirataria. Cerca de 7 milhões de cópias foram vendidas.

Fonte: Diário Digital

Na Aldeia mais digital de Portugal – Beijós

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *