Quem não sofre de amor não ama!

Por | 27 de Dezembro de 2006

Se eu pudesse deixar de amar
quem nunca me amou
Se eu pudesse ir buscar algum mal
a quem mal em mim sempre encontrou

Assim me vingaria eu,
se pudesse dar sofrimento
a quem sempre sofrimento me deu

Mas não posso enganar
o meu coração, que me enganou
Ao me fazer desejar
Quem nunca me desejou

Peço assim que me ajude a desamparar
Quem sempre me desamparou
Ou a perturbar
quem sempre me perturbou

Eu tento perguntar
A quem nunca nada me perguntou
Porque é que me esforço a cuidar
De quem nunca de mim cuidou

E assim sofro eu:
Porque não posso dar sofrimento
A quem sempre sofrimento me deu.

Beijós, a Aldeia mais digital de Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *