"Farol" gigante descoberto no espaço por astrónomos

Por | 1 de Dezembro de 2006

Astrónomos europeus descobriram um feixe modulado de muito alta energia vindo do Espaço, que varre a Terra com a regularidade de um farol, com uma intensidade 100 mil vezes superior ao mais potente até agora observado,provém de uma estrela massiva vinte vezes maior que o Sol

Trata-se de uma radiação gama emitida por um sistema binário, chamado LS 5039, formado por uma estrela massiva, vinte vezes maior do que o Sol, e por um companheiro muito compacto que poderá ser um buraco negro ou uma estrela de neutrões.
Já se conhece desde os anos 60 a existência de sinais modulados provenientes dos confins do universo, inicialmente atribuídos a tentativas de comunicação da parte de hipotéticos extraterrestres.
Sabe-se que esses sinais são geralmente emitidos por “pulsars”, estrelas minúsculas que giram muito rapidamente sobre si próprias, ejectando fluxos de partículas electromagnéticas pelos pólos.

Como a estrela gira sobre si própria, esse feixe de energia varre o espaço como o feixe de um farol, pelo que pode ser captado na Terra com uma frequência regular.
A modulação do sinal das “pulsars” está compreendida entre alguns segundos e alguns milissegundos. Em contraste, a do sinal emitido pelo LS 5039 é de 3,9 dias. A energia libertada é também invulgar e os cientistas estão ainda na fase das hipóteses para explicar a sua origem.
Esta descoberta, relatada no último número da revista ‘Astronomy and Astrophysics’, foi possível graças ao Observatório HESS, composto por quatro telescópios.

Fruto de uma iniciativa franco-alemã, este grande instrumento de observação astronómica instalado na Namíbia conferiu à Europa um nítido avanço em relação aos Estados Unidos da América em matéria de astrofísica de altas energias.

One thought on “"Farol" gigante descoberto no espaço por astrónomos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *